Percepção do Tempo: hacks mentais para fazer a sua viagem durar mais

Voltar
Autor: Alexandre Bertolazi Categoria: Conteúdo de Marca, Turismo Tags: hacks mentais, psicologia cognitiva, viagem durar mais

Tempo de Leitura: 3 min

Só existe uma coisa verdadeiramente ruim sobre férias e viagens: uma hora elas acabam. E se alguma vez você já fez uma viagem de uma semana, mas que pareceu ter durado apenas uns dois ou três dias, provavelmente é porque você gastou mais tempo planejando do que vivendo o momento. E existem truques simples de psicologia cognitiva para ajudar a enganar a sua percepção do tempo e fazer a sua viagem durar mais.

Caso você queira que suas férias ou viagens “pareçam mais longas”, você precisa focar na qualidade das memórias que vai criar, e não na quantidade. É o que diz o psicólogo Marc Wittman em seu livro “Felt Time: The Psychology of How We Perceive Time” (Sentindo o Tempo: A Psicologia de Como Nós Percebemos o Tempo, em tradução livre), e é o que ele chama de “clássico efeito feriadão”.

“Qualquer intervalo de tempo parece maior quando se tem mais memórias armazenadas. Então, se você vivenciar mais experiências memoráveis, o tempo parece esticar”.

“Mas se você estiver desconectado, desatento ou alheio ao que está acontecendo ao seu redor, você não vai armazenar estas lembranças. A emoção é que é a cola da memória”, complementa.

Existe um truque simples sugerido pelo dr. Wittman para aperfeiçoar a “fabricação de memórias de qualidade”: evitar o excesso de planejamento. O psicólogo afirma que “planejar demais acelera a percepção do tempo, porque o toda a sua energia mental estará focada no futuro, e não no presente”.

Então a dica para sua próxima viagem é: faça algum planejamento, mas não embarque com um cronograma calculado com precisão de segundos. Deixe espaços para a improvisação, para que você possa viver plenamente os momentos que estão acontecendo e assim guardá-los na memória. “Ter espaço para decisões como ‘E agora? Vamos caminhar ou tomamos mais algumas cervejas?’ ajudam o cérebro a focar-se no tempo presente, onde decisões imediatas são mais importantes do que preocupar-se com o futuro, com o que vem em seguida”.

O Caminho do Meio é o segredo pra viagem durar mais

Então o ideal é, como sempre, buscar um equilíbrio entre o “não-planejamento” e “planejar até a morte”. Planejamento é bom, pois ele te permite viajar mais tranquilo e com uma espécie de “piloto automático” ligado para que você não perca sua primeira-noite-de-sono-das-férias pensando “oh, céus, o que eu faço na tarde do terceiro dia?”. Já o excesso de planejamento te faz ficar preocupado demais com o que vem a seguir, o que acaba te impedindo de aproveitar plenamente o momento presente.

É legal ter passeios pré-agendados, assim como também é legal deixar algum tempo livre para surpreender-se em passeios à pé, por exemplo. Lembre-se disso quando estiver a ponto de perder um pôr-do-sol maravilhoso por causa de uma preocupação qualquer com o que será feito em seguida.

E você, tem alguma outra dica de como fazer as viagens “durarem mais”? Manda pra gente ou publica aí nos comentários”

Compartilhe este post:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Voltar

Promoção de Lançamento: Avaliação Gratuita de Site

Relatório gratuito sobre a velocidade e SEO do seu site!

Receba seu report produzido por especialistas em até 7 dias úteis.