5 curiosidades sobre Portillo Ski Resort no Chile

Voltar
Autor: Alexandre Bertolazi Categoria: Conteúdo de Marca, Turismo Tags: Andes, Chile, Cordilheira dos Andes, inca, Multivibe, Portillo, Portillo Ski Resort, Ski, World Ski Championship Chile 1966

Tempo de Leitura: 5 min

Você sabia que o complexo Portillo Ski Resort é um dos mais famosos destinos de esqui do planeta? Localizado na Cordilheira dos Andes quase na divisa com a Argentina, o icônico hotel amarelo debruçado sobre a cinematográfica Laguna del Inca é rodeado por pistas de ski de nível internacional, e tem vagas disputadíssimas por turistas e esportistas de inverno do mundo inteiro.

Portillo: o mais antigo resort de esqui da América do Sul

Localizado na região de Valparaíso a apenas 6 km de distância da fronteira com a Argentina, o hotel Portillo Ski Resort tem uma tradição de esqui que remonta ao final dos anos 1800. Foi nesta época que os operários responsáveis pela construção do Ferrocarril Transandino, movidos pela mais absoluta falta de ter o que fazer durante as folgas no meio das montanhas, resolveram começar a esquiar na região.

Já na primeira década do século XX nasceu o primeiro clube de esqui, o Clube Alemán de Excursión em Valparaíso.  E assim começaram as visitas sistemáticas ao local trazendo turistas. A inauguração do Ferrocarril Transandino em 1910 facilitou o acesso à região de Portillo. Em seguida, veio a instalação dos primeiros teleféricos para levar os esquiadores ao alto das montanhas. A partir daí começaram a chegar os desportistas europeus e norte americanos que ajudaram a popularizar o esqui entre os chilenos. E assim, a cabana simples utilizada para alojamento começou a dar lugar ao que hoje é o Hotel Portillo Ski Resort.

Entre os anos 1950 e 1960, o Exército chileno admitiu sua inépcia em administrar um empreendimento desta natureza. Desta forma, o centro de esqui e hotel com 125 acomodações acabou sendo privatizado. Foi reinagurado em junho de 1961, tendo o medalhista olímpico Othmar Schneider como supervisor da Escola de Esqui.

1)  A Ovelha Negra

O novo administrador levou um susto ao chegar ao local para iniciar os processos de limpeza e preparar o local para retomar as operações. Henry Purcell, o novo dono, encontrou uma ovelha negra morando no living room do hotel. E ela acabou virando mascote do lugar!


2) Inauguração Atribulada

Os primeiros visitantes do recém inaugurado resort encontraram dificuldades para chegar ao local. O grupo de americanos, trazidos a convite da nova administração, passou a maior parte do seu primeiro dia trancado em um dos túneis do Ferrocarril. O motivo? Estavam aguardando que funcionários reabrissem o caminho, obstruído por uma avalanche caída dias antes.

Não havia contato entre os visitantes e o hotel, visto que a única linha telefônica disponível, Portillo Uno, funcionava maravilhosamente bem no verão… mas deixava de funcionar já nas primeiras neves do inverno. Apesar do contratempo, os primeiros hóspedes chegaram em segurança e desfrutaram da inauguração do resort de esqui numa boa.

Portillo na década de 1960

3) Portillo é a única estação do Hemisfério Sul a sediar um Campeonato Mundial de Esqui

Era preciso promover este novo ponto de prática de esportes de inverno. Após muitas negociações e promessas, Portillo foi escolhida pela Federação Internacional de Esqui para sediar o Campeonato Mundial de 1966. Havia muito a fazer: projetar e construir teleféricos, habitações a áreas recreacionais, construir uma pista de descida, instalar sistemas de comunicação e melhorar o acesso e os transportes da região. Foi escolhido o mês de agosto de 1965 para a realização de um evento-teste. Era preciso experimentar as novas construções e dar oportunidade às equipes de treinarem durante o verão europeu.

Porém, a natureza sempre dá um jeito de colocar os humanos em seu devido lugar, especialmente em ocasiões como esta. As instalações erguidas para a realização do evento-teste foram quase totalmente destruídas pela passagem de um tufão vindo do Pacífico Sul. Os ventos na região chegaram até 200km/h. Uma quantidade incrível de neve e avalanches derrubou todos os teleféricos construídos. Só dois ficaram de pé. O recém-construído teleférico Poma de Juncalillo, de 1800m, perdeu 13 de suas 24 torres, mais a base e estações de retorno.

Cinco esquiadores morreram quando parte do telhado de um alojamento desabou. E as equipes de esqui que estavam em Portillo para o evento se viram isoladas na região. Somente quando o tempo melhorou é que puderam sair dali, esquiando por 32km ,até a estação de trem mais próxima.

A reconstrução

A Federação Internacional de Esqui ficou completamente apavorada, e perguntou aos donos de Portillo o que haveria de se fazer a respeito. Após muitas negociações e promessas novamente, ficou acertado que a estação de esqui de Portillo seria totalmente reconstruída a fim de sediar o campeonato no ano seguinte. Foram recrutados estudiosos, engenheiros e experts em avalanches para projetar novos teleféricos. O Exército cedeu artilharia e um regimento de montanha para ajudar a preparar as pistas. E após um longo e atarefado verão, Portillo estava de pé novamente. Cronometragem, comunicações, salas de imprensa e alojamentos foram todos testados e aprovados.

E em agosto de 1966, o então presidente chileno Eduardo Frei deu início, em Portillo, ao único campeonato mundial de esqui já realizado abaixo da linha do Equador.

Selo comemorativo Campeonato Mundial de Ski Chile – 1966

4) Centro de treinamento de esquadrões olímpicos

Atualmente, Portillo é local de treinamento de algumas das mais importantes delegações olímpicas de esportes de inverno do mundo, como as equipes da Alemanha e dos Estados Unidos.

Keely Kelleher esquiando em Portillo com a Laguna del Inca ao fundo

5) Quebra de recorde mundial de velocidade em esqui

Um recorde mundial de velocidade de descida em esqui foi fixado em uma das pistas de Portillo. Foi registrado em 1987 por Michael Prufer, ao superar 217,68 km/h na pista especialmente projetada para velocidade chamada Kilómetro Lanzado. O recorde atual, de 2006, é do italiano Simone Origone com 251.41 km/h.

Esqui de velocidade, ou kilometro lanzado em espanhol

A temporada de esqui em Portillo estende-se de meados de junho até o princípio de outubro, quando o início do degelo encerra a temporada de inverno.

Compartilhe este post:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Voltar

Promoção de Lançamento: Avaliação Gratuita de Site

Relatório gratuito sobre a velocidade e SEO do seu site!

Receba seu report produzido por especialistas em até 7 dias úteis.